domingo, 26 de setembro de 2010

Embarcandooooo....

Olá pessoas... lendo os blogs por ai, achei mais uma descrição de um dia de embarque... um texto muito legal, bem escrito e real (claro q com muito humor). Vejam:


A primeira vez a gente nunca esquece, diz o ditado e que não foge a regra dos marujos de primeira viagem que embarcam pela primeira vez em navios de cruzeiros. Já falamos anteriormente sobre o dilema de decidir sobre embarcar ou não nesta carreira. Agora já estamos decididos, seguros e vamos de fato embarcar. Por que não? Formados em turismo, hotelaria, gastronomia, em outras áreas, adoramos desafios, desejamos crescer, explorar o inexplorado, ganhar o mundo conquistando independência, não deixando escapar nenhuma oportunidade, é isso aí. Seja sempre focado e objetivo. Quem fica em cima do muro por muito tempo, pega resfriado. Então vamos nessa, nos preparar para o tão temido primeiro embarque. Compartilhe seu projeto com seus familares e pessoas mais próximas, informando-os sobre a empresa e navio que irá embarcar.
Você passou por seleção e foi indicado por uma agência confiável e aprovado por uma empresa de cruzeiros para trabalhar. Comemoração e aquele sentimento estranho, novo, que não sabemos muito bem como identificar: uma mistura de medo, empolgação, ansiedade, excitação, extrema felicidade, etc.. Passado o susto agora você precisa por os pés no chão e saber como administrar de forma organizada o seu embarque. Em primeiro lugar sugerimos que não se desligue de seu atual emprego, antes de ter uma confirmação de embarque pela empresa contratante. Não se esqueça que na maioria das vezes as agências não controlam os embarques. São as empresas contratantes que irão fazer a oferta de trabalho e nem sempre isto ocorrerá logo após as entrevistas finais causando desconforto e insegurança aos candidatos pela incerteza de quando ele voltará a produzir e ganhar seu próprio dinheiro.
E por onde começar? De modo geral todas as companhias irão solicitar: uma bateria completa de exames médicos, você precisa possuir passaporte válido por um ano no mínimo, o curso de sobrevivência marítima STCW e no caso de empresas que tenham itinerário pela costa dos Estados Unidos, o visto de trânsito C1-D. Provavelmente o ideal será você começar pelo curso STCW, que dura uma semana inteira e é obrigatório para todos os brasileiros. Você terá de embarcar com o certificado original, que será entregue em sua residência cerca de 20 dias após a conclusão do curso, por isso é interessante fazê-lo o quanto antes. Com relação aos exames médicos, sugerimos que dê início aos mesmos uma vez que tenha a confirmação de embarque. Alguns candidatos, pela ansiedade acabam realizando todos os exames após as entrevistas, porém eles têm validade e se a data de embarque demorar a sair, você corre o risco de ter de refazê-los arcando com este investimento duas vezes. Por último você faz a entrevista para o visto, que será coordenada por sua agência ou empresa contratante diretamente e que irá lhe fornecer o documento oficial a ser apresentado no consulado juntamente com sua documentação pessoal, formulários, fotos, taxa, etc.. Vale destacar que a decisão sobre a emissão do visto americano cabe exclusivamente ao Consul. A empresa contratante não tem como intervir sobre a decisão.
E o que levar? Embarcar em um navio como tripulante, por mais que se pareça com um reality show, você precisa saber que não estará indo para o Big Brother e todo conforto que a casa mais vigiada do Brasil oferece. Você irá compartilhar uma cabine pequena com no mínimo outra pessoa onde o espaço é limitado, ou seja, “pack smart”. Verifique com antecedência o itinerário do navio, que lhe dá uma idéia se você precisará de mais roupas de calor ou frio. Basta entrar no site da empresa e fazer uma consulta rápida. Partindo do princípio de que maior parte do tempo você estará uniformizado e a outra parte dormindo, por favor, deixe o seu guarda-roupa inteiro em casa. Leve um par de jeans, havaianas com a bandeira brasileira não pode faltar, roupa de praia, moletom, tênis confortáveis, sempre rolam festas temáticas da tripulação como festa brasileira, do branco, branco e preto, fantasia, etc. Faça uma mala balanceada de modo que consiga se virar nas primeiras semanas, não se esquecendo dos itens de higiene pessoal. Com certeza durante seu contrato terá muitas oportunidades para renovar seu guarda-roupa a bordo. Aqueles que exageram na hora de fazer a malas, terão problemas de espaço e podem incomodar seu room-mate. Não queira dividir sua cama com malas e excesso de roupa. Você vai precisar dela para repor suas energias.
Agora não tem mais volta. De mala pronta, seus amigos já fizeram o bota-fora, sua família já sublocou seu quarto. Seu irmão está feliz da vida porque não terá mais de dividir o computador e você está pronto para a grande viagem. Vida nova à frente. Vale algumas dicas importantes. No aeroporto você terá de despachar sua mala principal, ficando consigo sua “carry-on” ou mochila. Atente-se pelo peso desta mala de bordo, que se exceder terá de ser despachada também e você não quer que isso aconteça. Certifique-se do peso máximo permitido junto a sua empresa aérea. Mantenha consigo toda sua documentação. Não despache na mala principal, nenhum documento de embarque como os exames médicos, certificado do STCW, etc. Tudo com você. Em vôos internacionais, corre-se o risco de sua mala não chegar com você no destino final, caso seu vôo faça conexões, desta forma você precisa estar preparado caso isto aconteça. Nada mais angustiante de você estar na esteira das malas do desembarque, todos os outros passageiros retirando suas malas e nada da sua. O que fazer? Dirija-se ao guichê de sua empresa aérea e faça um report de perda de bagagem. Leve este documento ao navio e a equipe de bordo irá auxiliá-lo a localizar sua mala. Por isso que você deve estar com toda sua documentação em mãos para poder embarcar no navio.
Quando embarcar no exterior, leve uma quantia em moeda local (dólar, euro), possivelmente um cartão de crédito internacional para eventuais despesas. Tripulante previnido vale por dois… E uma vez no navio, se prepare para muita ralação e fortes emoções. Aproveite cada minuto e trabalhe duro para seu sucesso! Ele só depende de você.
Douglas Santos
Recrutador Global, Brasil e América do Sul, Royal Caribbean, Celebrity Cruises e Azamara Cruises

2 comentários:

O Turismo por dentro e por fora da sua mochila disse...

oi Barabara!!! Tou vendo q adora escrever, entao nao custa t pedir umas dicas, pois passei por uns processos seletivos e vários pepinos apareceram... enfim, depois de tudo isso tou pensando se aceito ir de room service attendant, mas tem gente que fala que as gorjetas nem sao boas assim!a galera que vc conhece dessa área se da bem com isso ou nao?!

valeu pelas dicas e as tuas dicas no blog são ótimas p quem ta embarcando! da um pulo no meu tbm que ta evoluindo!!!
um bjo

Seelenschmerz disse...

Oi Bárbara

Adoooooro o seu blog, foi ele quem me convenceu a embarcar nessa vida louca, rsrsrs...


Mil bjos!