quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Renovação do visto, uma vez mais....

Eita que quando a gente vê já se passaram 4, 5 anos nessa vida de navio. Só me dei conta pq vi q precisei renovar o visto C1/D. Dai lá fui eu pra Recife, que são 5 horas de viagem de ônibus, pois antes eu ia de avião logo cedinho e fazia a entrevista no consulado e voltava, mas agora tem q ser em 2 dias e também não tem mais voo direto Natal - Recife, ou seja...melhorou pra caramba ne??? SQN...mas eu fui... marquei a ida oa CASV, que é onde tira a impressão digital e tudo, para a segunda feira e a entrevista no consulado para a terça. Viajei no domingo pra Recife , e como tenho amigos por la aproveitei o final do Fim de semana, ate pq como eles trabalham em aeroporto, deu certinho com a folga deles. Tinha feito um agendamento para uma semana antes e apaguei e fiz outro, no CASV da primeira vez tinha marcado para as 14hs, e fiquei com isso na cabeça....chegou a segunda feira acordei, fui ao banco, fiz o reconhecimengto do lugar e tal e fiquei por ali, dai umas 11 da manha fui revisar os papeis e vi q o segundo agendamento q eu tinha feito era para as 11 da manha daquele dia. Eu não acreditei que eu tinha feito aquilo, troquei de roupa numa correria gigantesca e fui la, cheguei era 11:45, pensei logo q ia ter uma fila pq no domingo passamos por la e tinha uma fila grande, só que como eu sou uma sortuda NÃO TINHA NINGUEM, NINGUEM MESMO, somente os funcionários, daí expliquei o equívoco e ele me deixou entrar. Lá foi a coisa mais rápida do mundo, entrei, ele pediu meu passaporte pra verificar o agendamento e conferir o tipo do visto. Dai fui na cadeira em frente ao concul, impressoes digitais na maquininha, foto e pronto e acabou-se. Simples mesmo.


No outro dia, pela manhã, fui logo cedo pra porta do consulado, como estava em um hotelzinho por perto fui caminhando mesmo, cheguei la as 6:40am e ja tinha bem umas 50 pessoas na fila, sendo q como é hora marcada, e filas separadas, na minha fila tinha umas 6 apenas na minha frente, marquei para as 7:15am. Eu me empolguei e pensei q sairia de la rapidão...mero engano....entrei rapido mas pra sair...... eles foram chamando conforme a fila, ordem de chegada e entrega de passaporte, e íamos entrando no consulado mesmo, havia uma triagem de passaportes, e foi ali que tudo começou, entreguei o meu e fui sentar numas cadeirinhas q eles tem la, dai iam chamando os nomes e nada de chamarem o meu, eles chamavam os nomes das pessoas com o passaporte em mãos e a pessoa entrava na outra parte do consulado, mas quando me chamaram era só o meu nome anotado em um papel, a consul queria saber se eu tinha outro visto (antes mostrei o passaporte antigo que era onde estavam os vistos mas ele so pegou o novo) dai entreguei o passaporte antigo e voltei pra me sentar e via pessoas passando e passando e eu ficando, naquele momento comecei a pensar q ia demorar, e depois de uns 10 min me chamaram, acho q nesse momento ja estavam entrando as pessoas do horário de 7.30am. Chegou minha vez na entrevista e fui la, ela pediu documentos da cia e pediu pra explicar algumas coisas como PQ EU ESTAVA SOLICITANDO NAQUELA DATA SE EU EMBARCARIA APENAS EM 2 DE FEVEREIRO (preciso confirmar a cia o meu embarque 4 semanas antes? .... E CLARO PEDIU PRA EXPLICAR O CARIMBO DE PAROLLED NO MEU PASSAPORTE (qdo desembarquei da disney como demitida em Miami, eles me escoltaram ate a porta do avião e fizeram isso com meu passaporte), dai ela, a consul, pediu um tempo e foi consultar uma colega, voltou na janelinha e me pediu pra sentar e aguardar. Ja era quase 8 da manha quando isso aconteceu, fiquei la sentada ate exatamente 9.00am, esperei mais de 1 hora eles conversarem, averiguarem, perguntarem ou sei lá o q. Via gente entrando e saindo, com visto aprovado ou não, gente que não sabia abrir a porta de saída e eu lá sentada esperando, quando ela me chamou pediu desculpas pela minha paciencia (pelo menos isso) e quis confirmar algumas outras coisas sobre a cia e tal (entreguei a eles a minha evaluation pra eles verem q sou boa funcionária)...sem contar que a entrevista foi toda em ingles...no final ela disse que o visto tinha sido concedido...e eu pedi a possibilidade do de turismo e ela me deu o B1 e B2 que é turismo e negócios. Voltei pra casa e meu passaporte volta via correios.


DICA Se vc for solicitar o C1/D e também o B1 que é o de turismo, so precisa solicitar oficialmente o C1/D, mas leve documentação para o B1 de turismo e fale com o consul la na hora da entrevista no consulado.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Reencontros!!!!!

Desde que eu comecei a trabalhar em navios, há 6 anos atras (recem completados em 7 de dez) conheci muita gente. Uma galera gente boa mesmo que dá uma saudade. Uns ainda estão a bordo outro não mais. Também tem pessoas que conviveram comigo há muito tempo e a vida a bordo me deu oportunidade de reencontra-las...assim como os ex crew ou ainda crew. Looogicoooo que todo reencontro precisa ser registrado, como vcs podem ver....

Esse é o Rapha, do blog Crew de Floripa ficamos amigos por causa do blog, trabalhamos na MSC mas em diferentes navio, uma vez vi o navio dele no mexico mas não nos vimos, dai ele me encheu o saco e acabei indo pra Disnet por causa dele. Embarcamos em navios diferentes, dai nas férias fizemos um request pra ele vir pro meu navio, e um dia mandaram ele. Essa foto foi a 1 vez q saimos do barco juntos.

Esse aqui é o Luciano carniel, do blog Na cabine trabalhamos no mesmo navio na Island Cruises, meu 1 navio, dai encontrei o blog dele e foi a partir daí que tive vontade de ter um blog tb. Nos encontramos por acaso em Pireaus, ele tinha acabado de mudar de navio e eu tinha decidido de ultima hora ir usar a net free no porto, era o último Pireaus do meu barco.

Esse é o Caca, amigo de um ex namorado meu que morava na california, San Francisco. Nos conheciamos apenas por telefone, mas conversavamos por horas. Um dia meu barco passou por San Francisco e ele foi no porto me ver, ele estava de folga e me mostrou a cidade, guia de turismo for free. Encontrei ele por 2 vezes, pois tinhamos overnight in San Francisco.


Qual a probabilidade de vc mudar de cia e aquele guest bem querido que viajou com vc na cia antiga estar viajandp na sua nova cia e no mesmo navio que vc??? eh...cmg aconteceu...mundo pequeno ne Vo Keka???


Essa é a Rosa Gnolfo, foi minha manager no MSC Opera. A italiana mais doce que eu já conheci, nunca ouvi aumentar o tom da voz, mesmo em situações de stress. Uma vez meu barco passou em Napoli e ela veio me ver, adorei o reencontro.


 Sara Zito, trabalhou comigo no MSC Splendida, e veio passar 15 dias no Brasil cmg naquele mesmo ano, nunca mais a vi pessoalmente até este dia em Napoli, que ela veio me ver, quando meu barco mais uma vez passou por Napoli.



Esse aqui é o Teddy, tedessssssscoooooo....nos conhecemos na entrevista pra Island Cruises, como ja disse, minha 1 cia, e de la pra ca nunca mais nos vimos até que ele fez seleção pra Disney e caiu no barco q eu estava.



Já esse aqui é o Andre Chaw, estudou comigo eng de alimentos, e assim como eu abandonou o curso, não nos viamos ha mais de 10 anos. Nos vimos em Athenas, onde ele mora e trabalha como sushi man, descobri que ele estava por lá ao perguntar no facebook  aos amigos que conheciam a europa sobre um lugar para comer comida brasileira e ele respondeu.


Essa daki é a Renata Bittencourt, Ela era da recepçao no MSC opera quando estive a bordo deste navio. Eramos vizinhas tb e roubávamos internet uma da outra no corredor. Nos encontramos em Veneza qdo ela estava no MSC Armonia e eu na NCL.


Agora essa aqui é a Alexandra pereira, vulgo Ale, é uma guerreira q insiste na vida a bordo assim como eu. Era do restaurante na Island Cruises assim como eu e hj é manager das lojas na Ibero. Ela estava in port manning quando pedi a alguem pra chama-la em seu barco e ela veio até a gangway.



A visita de maria Rosaria ao MSC Splendida, trabalhamos juntas no MSC Opera e ela veio nos visitar quando passamos em napoli. Nos visitar pq a outra da foto é a Iana que trabalhou cmg tb no MSC opera e quando fui transferida pro MSC Splendida ela estava la e nos reencontramos.


Esse é p Herlander, portuga casado com a Gi. Trabalhamos no Star princess na mesma epoca. Nossos barcos se encontraram em Istambul, e eu fui ate o barco dele pedir pra chama-lo. Conversamos um pouco até pq ele estava trabalhando, mas foi bom reve-lo.


Esse casal foi passageiro no Diamond Princess e ficamos amigos por causa do urso
q ele levam em todas as viagens. Encontrei eles 3 vezes após isso, quando fui a Honolulu que é onde residem. Por 2 vezes fui passear pela cidade e na ultima eles foram a bordo almoçar cmg. Sempre muito bem recebida.




Essa é Barbara Huges, amiga de minha madrinha há mais de 25 anos, mas que há mais de 20 anos n tinham contato. A encontrei via internet cujos dados que tinha era somente nome e cidade onde morava. Enviei email e ela respondeu. Ela veio me visitar no navio e reestabeleceu o contato com minha madrinha que ficou muito contente com isso.


Giulliane Gomes, trabalhamos no MSCopera e nos encontramos me Civitavechia, ela deixou o numero de cel pra amanda e eu ligueo pra ela. e nossos barcos estavam bem próximos. A Amanda nao viu a msg com o numero e levou falta nesse encontro.



Encontrao quando o Island Escape passou por Natal, eu estava terminando a faculdade q tinha sido trancada durante o periodo Island Cruises, e tinha prova nesse dia, mas fui correndo ver esse povo num bar em ponta negra, Alexandra Pereira, Kathia e o marido Rodrigo.


Espero encontrar mais amigos por esse mundão a fora.......

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Ser tripulante....

Fazer curso para ser tripulante e muito Fácil ! Agora ser um tripulante de verdade e muito Difícil. Sendo Tripulante eu Aprendi a comer sem companhia, a comer rápido, a comer o que tiver, comer em pé, sentado, a engolir a comida, a comer sem beber, sem agradecer, sem escolher! 
Aprendi a andar no mundo, de um lado para outro, na correria, na lerdeza, aprendi a não ter casa e nem lugar, morar na mala, não ter hora para dormir mas ter hora para acordar! Trabalhar de madrugada, a noite, dormir de dia e quando dá, se
não dá, a gente cochila rapidinho e vai NAVEGAR! Mudar de Mares, lugares, mudar todo dia! Agradar o passageiro!? Sorriso?! Aaahh esse não pode faltar! Não importa como anda o coração, nosso serviço é agradar! 7 dias na semana, 24 horas por dia! A NAVEGAÇÃO não pára, enquanto uns descansam, o outro vai trabalhar! 
A saudade aperta, dói nosso coração por aqueles que ficam em casa nos esperando voltar! É isso ai... Vivendo dia após dia! Nossa vida é um pedaço de papel! E a gente gosta! E gosta MUITO! Realizando sonhos, minimizando a saudade e medo de uns, confortando a dor de outros! É difícil explicar... Mas hoje só o que eu sei é NAVEGAR! Essa paixão doida por essa linda profissão! Mesmo que um dia não esteja pelos 'Mares', no coração sempre ficará o sentimento de 'dever cumprido'!

Meu amigo Marcio Griffo postou isso no face dele achei Digno.... me sinto assim!!!


terça-feira, 17 de setembro de 2013

NCL X DCL - para Youth staff

Olá pessoas como vão vcs??? Eu sei que faz tempo que não apareço, foi malz  é que como vocês sabem eu mudei de Cia mais uma vez, o blog ta mais ou menos atualizado pq vcs sabem em qual Cia e navio e ainda itinerário eu estou. Na verdade eu ando com preguiça mesmo..er.. bom, aqui eu to dormindo muito, mas muito mais do que normal. Vcs não estão entendendo, nesse navio  eu to trabalhando em média 6hs por dia, tem dias que são apenas 4hs. Ai vc para e pensa..como assimmmmmmmmm????? Vou explicando logo que isso é uma particularidade (eu diria sorte mas enfim) desse navio e itinerário e lógico meu departamento também. Claro que temos busy time as vezes, mas só as vezes mesmo (quase nunca eu diria). Como na alta temporada (jun – ago), onde o numero mais alto de crianças a bordo foi 653. Ok!, eu trabalhei na Disney e esse numero é uma vida boa (easy Cruise) pra eles, aliás, não é cuspindo no prato que comi não mas...aqui onde eu estou e bem melhor.Acredito sempre que coisas boas saem da nossa vida para que possamos ter acesso a coisas maravilhosas (que foi exatamente como eu traduzo toda a mudança) Posso ate fazer  uma comparaçãozinha rápida em vários aspectos, no geral e no departamento em si.
  • Em relação ao numero de kids, na Disney era sempre uma média de 900, aqui quando muito tem 150, e olhe lá (esse Cruise agora temos 50 crianças de 0 a 17 anos).
  • A comida no crew mess da Disney era até boa, acho que uma das melhores de minha vida a bordo, já aqui como nada é perfeito, as vezes não consigo nem identificar a comida do crew mess (se bem q tenho acesso ao restaurante Buffet dos guest, coisa q na Disney não podia). Sem Contar que na Disney não podia nem tocar na comida que servíamos pras crianças, já aqui levamos as crianças pra o dinning e eles comem comida normal no horário do restaurante, e nós também.
  • Quanto a divisão de atividades por idade, isso me alegrou muito, pois aqui são grupos de idade e NÂO pode se misturar quando estamos fazendo atividades com as crianças, tudo é direcionado para determinado grupo de idade, 3 – 5 , 6 -9, 10-12, 13-17. Sem contar que todo cruzeiro vc está em um grupo de idade diferente, aprende-se tudo naturalmente. Já na Disney eles escolhem o espaço que querem estar e brincam juntos, o que definitivamente eu nunca gostei.
  • Em dia de porto, as crianças que vem para o kids club, e cobrada uma taxa para cada vez q levamos eles para comer, ou seja, não é tanta criança, o que não acontece na Disney, pois é tudo free, até a comida, então os pais depositam literalmente as crianças lá que ficam o dia inteiro.
  • Em sea Day Fechamos para almoço e jantar, por 2 horas, na Disney uma vez aberto pela manha, só fecha a noite.
  • 3 bucket????  Nem sei mais o que é isso.... na Disney eu vivia cheirando a Bleach, aqui  organizamos e existe uma pessoa do housekeeping especialmente para o kids club.
  • As crianças aqui saem em paradas pelo navio, e cada noite é um tema diferente, os counselors possuem fantasias para todas as noites (piratas, príncipes e princesas, agente secreto, sobreviventes, circo, esportes, animais, super heróis, mosntras e cowboys etc)
  • O medical Center, claro que não podia faltar, na Disney fui bem tratada quando tive GI, mas ficávamos 48hs isoladas sem nem sequer ver alguém pessoalmente, na NCL eu tive 1 vez, fiquei 24 hs, e vi 3 enfermeiras diferentes q vieram ver como eu estava, temperatura e checar se ainda estava com sintomas.
  • O itinerário que eu to fazendo agora são 5 paises em 2 semanas, com apenas 2 sea days, a Disney me proporcionou voltar ao Alaska e ao Hawaii, como também conhecer o canal do Panamá...acho que itinerário da empate, pois depende de onde a pessoa ainda não conhece, ou gosta do lugar por onde o navio ta passando.
  • O pagamento na Disney era em Dollar, como nas outras cias que trabalhei, aqui na NCL recebemos um cartão chamado Ocean Pay e todo salário e depositado La, como uma conta salário, e temos acesso ao ATM para retirar o dinheiro e também usar como cartão de débito, eu achei bem prático, evita o roubo do seu suado dinheirinho na cabine.
  • Ah, claro..na Disney tem o Mickey mouse NE???? nada comparado ao encantamento q ele tem...e as lágrimas q eu solto ao vê-lo...... massssss na NCL eu trabalho beeeeemmm menos horas..


Como podemos ver tem muitas vantagens, to feliz por aki....Como já disse uma vez...

AS VEZES DEUS NOS TIRA COISAS BOAS DE NOSSAS VIDAS PARA QUE POSSAMOS CONHECER COISAS MELHORES
Vejam algumas cenas do meu dia a dia.....I love my job...


Turminha de 10 a 12....

 Adooooroooo....

As gemeas mais lindas e carinhosas.....

Todos quase prontos pro circo...

Meus pequenos piratas....no navio deles

Noite de hollywood....

Mesa julgadora do concurso de talentos..

Eu , pirata...

Pizza depois de um dia de trabalho

Eu, palhaça

Meus pequenos....